. Vamos falar do Skank - Rock Blues
junho 24, 2021

Rock Blues

Ribeirão

Vamos falar do Skank

O Skank é uma dessas bandas que minha geração acompanhou o começo, o meio e, infelizmente, está vendo o fim, ou melhor, uma pausa como eles mesmos definem.

A primeira coisa que eu me lembro do Skank, além das músicas recheadas de rock/pop e muito reggae, é que nos shows os caras iam com camisas de futebol, e isso naquele momento era algo que apesar de simples, era diferente.

O lance é que a muita gente também ia com camisas de clubes nos shows. Num deles, em Ribeirão Preto, em uma dessas festas (até acho que era a Feapam), entrei na onda e fui com uma camisa de futebol. Não me dei muito bem. Sei lá por qual motivo peguei uma camisa da Seleção da Argentina, que por sinal era linda. Fui xingado e quase agredido rsrs.

É chover no molhado falar dessa relação do Skank com o futebol. É Uma Partida de Futebol rendeu tanto sucesso que foi música oficial da Copa de 98.

Agora falando sobre vinil, eu fui um dos quase 1,2 milhões de pessoas que comprou o LP Calango. Até acreditava que era o primeiro da banda mineira. Descobri posteriormente que eles fizeram uma produção independente antes desse sucesso. Eu acho Calango um dos melhores e mais marcantes. É aquele tipo de LP que você canta todas as músicas de tanto que já as ouviu.

Uma curiosidade que li depois é que a banda inicialmente chamava Pouso Alto do Reggae, mas que mudou para Skank inspirada na música Easy Skanking, de Bob Marley. Na época comentavam que Skank era de ‘skunk’ uma variação do nome da cannabis sativa (maconha).

Skank é uma dessas bandas brasileiras que dá gosto de ver e ouvir. A última apresentação que assisti foi no João Rock de 2018. Agora é aguardar as coisas voltarem ao normal para ver essa turnê de despedida. Tomara.